Feeds da Rede PAD Brasil

Durante Jornada, MST ocupa área grilada pela Cutrale em SP

MST - seg, 17/04/2017 - 10:20
Outra ocupação de terras reivindicando Reforma Agrária ocorreu na região do Vale do Paraíba.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Jornada Nacional de Lutas pela Reforma Agrária - 2017

MST - seg, 17/04/2017 - 09:31
Mobilizações exigem a retomada da obtenção de terras para criação assentamentos e denuncia medidas do governo golpista que afetam os camponeses.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Mulheres em luta por moradia realizam encontro em Itaituba (PA)

Mulheres em luta por moradia realizam encontro no Tapajós

Aconteceu ontem (15 de abril) o primeiro Encontro das Mulheres Sem Teto organizadas no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) em Itaituba, região do Tapajós (PA). A atividade aconteceu no acampamento do Km 5, uma área ocupada por famílias para lutar por moradia

Leia mais:  Famílias sem teto ocupam mais um terreno em Itaituba (PA) Famílias ocupam área para lutar por moradia em Itaituba (PA)

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Música, diálogo e poesia marcam lançamento da Feira da Reforma Agrária nesta quinta

MST - qui, 13/04/2017 - 22:50
Evento no Armazém do Campo inicia os diálogos com a sociedade paulistana sobre a feira, que acontecerá no início de maio
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

‘É preciso não ter medo, é preciso ter a coragem de dizer’

MST - qui, 13/04/2017 - 17:40
Evento organizado por movimentos populares reuniu militantes históricos, que ao lado de Carlos Marighella resistiram à Ditadura Militar.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Em Rondônia, atingidos barram EMTEC

Em Rondônia, atingidos barram EMTEC

Desde 2015 a secretaria tenta instalar o EMTEC na Escola Municipal Henrique Dias, localizada em São Carlos, baixo madeira, onde funciona o ensino médio com extensão do Colégio Major Guapindaia localizado na capital.

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Consea relaciona ‘tragédia humana’ dos Guarani Kaiowá ao agronegócio

MST - qui, 13/04/2017 - 16:54
Relatório feito após visita ao MS critica juízes federais, governos e desmonta argumentos dos fazendeiros; confira trechos mais importantes.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

MST monta acampamento em Santa Margarida do Sul, no RS

MST - qui, 13/04/2017 - 16:33
Acampamento foi montado na manhã desta quinta-feira (13) nas margens da BR-290 e será permanente.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Mensagem Páscoa do Bispo Primaz

IEAB - qui, 13/04/2017 - 15:25

O cerne da mensagem cristã e a força motora do testemunho do movimento de Jesus é a proclamação do Mistério Pascal. Nele se encerra a proclamação mais solene do poder de Deus sobre a morte: “Ele não está aqui” Mt 28:6

Vivemos tempos de medo. Aqui e ali, se multiplicam as ações de ódio e violência política arquitetadas por grupos radicais religiosos e motivados por políticos que exploram os sentimentos de xenofobia, racismo, e fundamentalismos.

Vivemos tempos de crescimento da exclusão de pessoas vulneráveis, vítimas de políticas que reafirmam a lógica de exploração de um capitalismo que só beneficia os mais ricos. Milhões sofrem de fome, enquanto alguns poucos acumulam riquezas de origem duvidosa em paraísos fiscais. Ou então desviam recursos essenciais para as políticas públicas através de ações criminosas. Ou ainda, usam do expediente da evasão de tributos para aumentar os seus ganhos.

Num cenário com essas contornos sofríveis, parece que ecoa e nosso coração, a fala de Jesus no momento mais doloroso de sua vida: Eloi, Eloi, lama sabactani! Sim, nos sentimos desamparados. Olhamos para um lado e para outro e nos sentimos completamente fragilizados.

No entanto, o mesmo Deus que “ressuscitou dos mortos a Jesus Cristo”, nas palavras do corajoso Pedro diante da multidão em Pentecostes, é o mesmo Deus que nos garante que as coisas que são derrubadas, serão levantadas e que os últimos, na escala do poder, precederão os poderosos no Reinado de Cristo.

Que nesta Semana Santa caminhemos lado a lado com Jesus experimentando as dores da injustiça, diante do poder da opressão religiosa e do poder imperial. Sejamos corajosos contra aquelas pessoas que lançam escárnios contra nós porque se acham vencedores. E quando chegar a hora em que o silêncio parece indicar o fim, exultemos pelo poder da ressurreição. Cristo nos antecede neste momento de vitória! E saberemos que a última palavra de Deus é a uma palavra de vida. E vida abundante!!
Nada resiste à luz da manhã que dissipa as trevas. A luz de Cristo brilha em nós e por isto nos tornamos testemunhas de seu Reinado sobre nós e sobre um mundo de paz e justiça para todos os seres. Só o poder da Ressurreição é que nos dá essa alegria e essa coragem.

Ergo meu espírito aos céus para honrar aos irmãos e irmãs que tem sido vítimas do ódio religioso. Das pessoas que tem sido martirizadas por causa de sua fé. Estendo meus pensamentos e orações para nossos irmãos e irmãs coptas que perderam a sua vida recentemente enquanto adoravam o Senhor, na cidade do Cairo. Que Cristo  os acolha na sua glória.

Que na aurora deste Domingo de Páscoa escutemos o Cristo dizendo a nós: Sou Eu; não temais!

Uma abençoada Páscoa a todo o povo de Deus!

Francisco de Assis da Silva

Primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

Diocesano em Santa Maria

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Assentado comercializa carpas vivas e saudáveis no centro de Canoas, no RS

MST - qui, 13/04/2017 - 13:15
Seu Darcy Zatti vende sua produção de peixes há mais de 20 anos na Praça da Bandeira, no Centro da cidade.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Organizações da Via Campesina realizam primeiro Curso de Educação em Direitos Humanos

MST - qui, 13/04/2017 - 11:57
O objetivo do espaço foi fortalecer a luta em defesa dos direitos humanos e contra a criminalização da luta popular.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

CPT lançará o relatório Conflitos no Campo Brasil 2016

MST - qua, 12/04/2017 - 19:27
O relatório de 2016 destaca o maior número de assassinatos em conflitos no campo dos últimos 13 anos.
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Nota de repúdio ao deputado Bolsonaro

Nota de repúdio ao deputado Bolsonaro Racismo

Nós, do Movimento dos Atingidos por Barragens, repudiamos a postura do deputado Jair Bolsonaro, que retratou as comunidades negras e quilombolas de forma desrespeitosa. Na semana passada, em um discurso no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, demostrou seu interesse em acabar com todas as terras indígenas e quilombolas do país, alegando que as reservas indígenas e quilombolas atrapalham a economia: “Eu fui num quilombo, em Eldorado Paulista, o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada! Eu acho que nem pra procriador ele serve mais.

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

No Piauí, MAB se reúne com Secretaria de Desenvolvimento Rural

No Piauí, MAB se reúne com Secretaria de Desenvolvimento Rural

Audiência foi realizada como resultado da Jornada de Lutas do MAB, que ocorreu em março

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

TRF1 suspende licença de instalação da mineradora canadense Belo Sun, no Xingu

Decisão atende pedido do MPF e considera que a concessão da licença, pela Secretaria de Meio Ambiente do Pará, descumpriu ordem judicial por não avaliar impactos sobre indígenas

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Nova Base Nacional Comum Curricular nasce em falso, parcial e sem legitimidade

Inesc - qua, 12/04/2017 - 15:55

O Ministério da Educação enviou, no início do mês, uma nova proposta de Base Nacional Comum Curricular (BNCC) ao Conselho Nacional de Educação (CNE), revelando alguns dos tortuosos caminhos tomados pelo atual governo brasileiro em relação ao tema. O texto, que está em sua terceira versão, propõe estabelecer os objetivos de aprendizagem de cada ano da educação infantil e do ensino fundamental, visando a padronização dos currículos escolares no país. Mas o seu conteúdo vem sofrendo pesadas críticas - e com razões de sobra.

Em artigo publicado nesta terça-feira (11/4) no site Nexo, os professores Salomão Ximenes e Fernando Cássio, ambos da Universidade Federal do Grande ABC (SP), afirmam que a nova proposta de Base Nacional Comum Curricular "nasce em falso, parcial, sem condições institucionais de implementação e sem legitimidade capaz de lhe assegurar a adesão genuína de educadores e gestores". Para os professores, é uma "evidente contradição" lançar uma BNCC parcial, que exclui o ensino médio.

"A conclusão dessa etapa deve ser atribuída, sobretudo, aos movimentos empresariais que incidem na educação pública, reunidos no Movimento pela Base Nacional Comum. Segundo o próprio movimento, a BNCC servirá como “espinha dorsal” para os direitos de aprendizagem de cada aluno, para a formação dos professores, os recursos didáticos e as avaliações externas. Embute, portanto, um projeto de reforma da educação brasileira, assim como uma concepção reducionista que descaracteriza o direito à educação."

Cleo Manhas, assessora política do Inesc, concorda com os professores e critica ainda o fato de a BNCC praticamente engavetar o Plano Nacional de Educação (PNE) e as resoluções das Conferências Nacionais de Educação realizadas até agora. "Houve a vitória da aprendizagem sobre a educação de qualidade e da responsabilização de professores e professoras pelos resultados, em vez de se responsabilizar o sistema como um todo."

Para Cleo, o governo está definitivamente promovendo a mercantilização da educação. "A BNCC é uma vitória das empresas de educação, que produzem materiais didáticos e estão à frente de instituições privadas de educação. Como bem disseram Salomão Ximenes e Fernando Cássio, “estão viabilizando a comoditização definitiva da educação”.

Ximenes e Cássio afirmam ainda que o documento apresentado não foi construído democraticamente:

"Abraçado ao discurso da gestão anterior, o MEC e o campo empresarial que o apoia se esforçam para convencer a sociedade brasileira de que a BNCC foi construída democraticamente e, mais do que isso, que não houve alterações no processo de construção da Base com a mudança de governo. O MEC defende que a consulta pública à primeira versão, os seminários estaduais e os pareceres especializados são a garantia da participação de amplos setores da sociedade na elaboração do texto curricular. O caso é que esses “amplos debates” se deram quase que exclusivamente na seara dos conteúdos/objetivos de ensino/aprendizagem."

Leia aqui a íntegra do artigo dos professores da UFABC.

Todos querem educação de qualidade. Mas o que exatamente vem a ser isso?


Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Atingidos morrem em colisão entre moto e caminhão da Samarco

Atingidos morrem em colisão entre moto e caminhão da Samarco

Os atingidos Ricardo Pereira de Freitas, de 34 anos, e seu enteado Adrian Eduardo Pereira, de apenas 10 anos, morreram após se chocarem com um caminhão da mineradora


Foto: Portal Unidade de Notícia

leia mais

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Jovens da Cidade Estrutural produzem fotonovela para discutir direitos da mulher

Inesc - qua, 12/04/2017 - 13:05

A galerinha do Coletivo da Cidade encontrou uma maneira bem interessante pra discutir e problematizar situações cotidianas de violência entre os jovens da Cidade Estrutural. A partir das oficinas de educomunicação realizadas na comunidade, eles decidiram produzir uma fotonovela, tomando a frente de todo o processo - da escolha da linguagem à criação da narrativa e figurinos, passando pela direção, montagem dos cenários e registro fotográfico.

"Mais importante do que o produto em si são os processos durante a produção, a discussão sobre os direitos, como os das mulheres", explica Diego Mendonça, educomunicador que trabalha com o projeto Observatório da Criança e do Adolescente (OCA) na Cidade Estrutural, em Brasília, e que deu apoio à atividade de produção da fotonovela 'Maria'.

"As situações retratadas na fotonovela são comuns na vida dos adolescentes do projeto e a fotonovela problematiza essas situações e ideias, buscando sempre caminhos que construam pontes para ações emancipatórias e de protagonismo na comunidade."

O resultado final da fotonovela é forte mas ao mesmo tempo lúdico, contribuindo para fortalecer a discussão sobre os direitos de cada um e também o protagonismo de quem vive no seu cotidiano as questões levantadas.

Na história criada pelos jovens, uma mulher sofre violência doméstica por parte do marido e um dia fica sabendo de seus direitos. Resolve então se separar e denunciar todos os abusos que sofreu. Confira abaixo:


Créditos da Fotonovela:

Roteiro: Davi Alves, Raquel Sousa, Wesley Matheus e Willian Batista;

Figurino: Grazielly Damasceno, Igor Francisco, Iago Rickelme, Nágylla Nayhara e Willian Batista;

Elenco: Juliana Teixeira, Laís Jesus, Nágylla Nayhara, Pablo Souza e Samara dos Santos;

Direção: Davi Alves, Iago Rickelme, Juliana Teixeira e Willian Batista;

Fotografia: Davi Alves, Iago Rickelme, Nathilon Nathan e Grazielly Damasceno;

Educadores: Diego Mendonça e Fátima Lopes – Educom OCA/Coletivo da cidade.

Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

Maior ameaça ao Cerrado é considerar sua vegetação nativa um estorvo ao desenvolvimento

MST - qua, 12/04/2017 - 12:49
Em entrevista, biólogo explica que a preservação da vegetação nativa do Cerrado “é fundamental para a manutenção dos níveis de água em grande parte do país
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil

20 anos de Assentamento Roseli Nunes: a luta por um território realmente livre!

MST - qua, 12/04/2017 - 12:38
Moradores e moradoras do Assentamento Roseli Nunes celebram trajetória de luta pela terra, resistência aos conflitos territoriais e construção da agroecologia
Categorias: , Feeds da Rede PAD Brasil