Campanha Para Expressar a Liberdade – Uma nova lei para um novo tempo. A campanha reivindica uma nova Lei Geral das Comunicações.

O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos no mundo. Decorrem disso sérios impactos à saúde pública, envolvendo diferentes grupos populacionais, como trabalhadores rurais, moradores do entorno de fazendas, além de todos nós que consumimos alimentos contaminados. Por isso, mais de 50 entidades nacionais se juntaram em abril de 2011 na Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que tem por objetivo sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e se mobilizar para cobrar medidas que freiem seu uso no Brasil.

20 de junho é o Dia Global da Ação. Por isso, todas as organizações que fazem parte da Cúpula dos Povos estarão mobilizadas em duas marchas. Pela manhã, convidamos todos para uma manifestação na Vila Autódromo – comunidade da Zona Oeste da cidade ameaçada pelas obras das Olimpíadas.

No mesmo período em que o Rio de Janeiro recebe, vinte anos depois, alguns dos mais poderosos jogadores da política e da economia globais para disputar os rumos do Planeta em uma nova cúpula sobre sustentabilidade – a Rio +20 -, o Rio Xingu será palco de um novo levante contra o atentado hidrelétrico à sua vida: o Xingu +23.

 

Nessa conjuntura de continuidade do julgamento da ADI 3239, contra o decreto Quilombola 4887/2003, a CONAQ pede o apoio de todos enviando cartas aos Ministros do Supremo Tribunal Federal em defesa dos direitos quilombolas. Divulgue o Manifesto e envie sua carta aos ministros do STF.

Campanha pede liberdade de expressão em Angola. Para participar, acesse o blog Quintas de debate e veja como enviar uma imagem apoiando a mobilização.

 

 

Fonte da notícia: Conselho Indigenista Missionário (Cimi)

 

 

 

A sanha do capitalismo verde

 

Para que a sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos seja cumprida integralmente, visando a afirmação dos direitos humanos no Brasil e o respeito à jurisprudência e à jurisdição internacional da Corte IDH expressa em nossa constituição. Faça sua adesão.

Visite o site, deixe a sua assinatura e participe da campanha, que pede o veto da presidenta ao Código Florestal.

Objetivo é sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e a partir daí tomar medidas para frear seu uso no Brasil. Acesse: http://www.contraosagrotoxicos.org/