Antes da crise financeira, a Europa foi talvez o continente em que mais se refletiu sobre a gravidade dos prolemas ecológicos que enfrentamos. Toda esta reflexão está hoje posta de lado e parece, ela própria, um luxo insustentável.

 

Pedro Carrano, De Porto Alegre (RS)

Fonte: site do MAB

O Fórum Social Temático teve início no dia 24 de janeiro, em Porto Alegre e nas cidades do entorno da capital gaúcha. Entre diferentes atividades, o primeiro dia de debates ficou marcado pela visão das organizações sociais a respeito da crise estrutural do capitalismo.

 

O Planalto está de olho nos arranjos políticos municipais que vão definir os apoios políticos de maior ou menor peso

 

Por Edélcio Vigna, assessor político do Inesc

 

Este é um ano eleitoral. Os 5.565 municípios brasileiros irão escolher os seus prefeitos e vereadores. Estas eleições são conhecidas como eleições de base; ou seja, vão definir os reais apoiadores dos deputados estaduais e federais, do presidente da República e dos senadores, cujos mandatos terminam em 2014.

 

Wednesday, January 11, 2012

Países de renda média ainda precisam de ajuda, afirma a diretora do Christian Aid, Loretta Minghella. Leia o artigo em inglês e português.

Leia artigo de Fatima Melo.

As recentes denúncias de corrupção que atingiram ministros de Estado e partidos políticos evidenciaram mais uma vez a instrumentalização de Organizações Não Governamentais (ONGs) de fachada em esquemas de desvio de recursos públicos. O fato não é novo, está bastante enraizado na natureza do nosso sistema político, sendo de domínio público desde que a chamada CPI dos Anões do Orçamento revelou o esquema fraudulento por meio do qual parlamentares faziam emendas remetendo dinheiro para entidades filantrópicas a eles ligadas.

Em 10 de dezembro de 1948 a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) proclamava a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Documento fundacional dos anseios de respeito à dignidade humana, de justiça, de paz e de solidariedade. Em razão desse fato histórico é que esta data é anualmente celebrada no mundo inteiro como o Dia Mundial dos Direitos Humanos. Mas, por que, 63 anos depois, falar de direitos humanos? Para que direitos humanos?

 

Assessor político do Inesc, Edélcio Vigna, revela, em artigo, a hegemonia da força conservadora que se instalou durante a votação do texto do Substituto do Código Florestal.