Este documento de referencia se plantea la cuestión de cómo las iglesias y el conjunto de la familia ecuménica pueden responder a las tragedias humanas derivadas del proyecto de globalización económica.

El texto se basa en las conclusiones de una serie de consultas y estudios de iglesias sobre la globalización organizados por el CMI y otras organizaciones ecuménicas a partir de la asamblea del CMI en Harare en 1998.

Germany's extraterritorial human rights obligations- Introduction and case study of three projects in Chad, Ghana and Pakistan.

The aim of this publication is to deepen the understanding of extraterritorial obligations in the context of multilateral development banks.

This publication focuses on economic, social cultural rights and on the implementation of the International Covenant on Economic, Social and Cultural Rights (CESCR). It introduces the concept of extraterritorial obligations and its legal basis.

Sistematização das apresentações e debates realizados no III Encontro Internacional do PAD, realizado em Salvador, em novembro de 2006. O principal eixo do seminário foi a discussão sobre a "Exigibilidade dos DhESCA e o papel das Relações de Cooperação Internacional".

Universality is a basic principle of human rights. The implementation of this basic principle in the international protection of human rights has been limited by exclusively emphasising the obligations of states towards people living within their territories.

O EED- Serviço das Igrejas Evangélicas da Alemanha para o Desenvolvimento, apresenta seu informe de atividades para o período 2006/2007.

Dentre os destaques da atuação de EED na América Latina, este informe traz questões relativas as ameaças a segurança alimentar e as parcerias com a Bolívia e  sua aposta na participação dos movimentos sociais na elaboração das políticas.

O novo plano institucional 2005-10 reflete a intenção de Crhistian Aid atuar de forma mais estratégica, a partir do enfoque em quatro áreas temáticas – Governança e Participação Cidadã, Justiça Econômica, Garantia dos Meios de Sustento e HIV/AIDS – que devem ser tratadas nos apoios a programas e projetos dos parceiros e também no trabalho de promoção com as bases, nas campanhas e nas atividades de advocacy. No plano das finanças, CA pretende agir com energia para aumentar os recursos, mas sem comprometer seus princípios. 

As Nações Unidas reconheceram repetidamente a universalidade, indivisibilidade e interdependência dos direitos económicos, sociais e culturais, como dos direitos civis e políticos. Durante anos, apesar deste reconhecimento, a maior parte da atenção nos direitos humanos tem sido concentrada nos direitos civis e políticos, ao passo que os direitos económicos, sociais e culturais têm sido considerados meras "linhas de orientação", não executórias perante um tribunal.

No documento de orientação “A Caminho da Justiça”, a ICCO escolheu o Desenvolvimento Económico Justo (DEJ) como um dos seus três temas principais. Trata-se de um campo relativamente novo no mundo do co-financiamento, mas um passo natural para que a ICCO possa acompanhar o foco crescente neste assunto, quer seja dentro ou fora da organização da ICCO. 

A violência está onipresente neste mundo. Tem sido expressa através de várias formas: pode variar entre o terrorismo internacional, conflitos “étnicos” devastadores e guerrilhas prolongadas, regimes opressivos e corruptos, assim como entre a violência doméstica e outras formas de violência entre indivíduos.  

Enquanto organização de desenvolvimento baseada na fé, a ICCO vê como um desafio a procura de novas formas de tratar este problema. Isto inclui a contribuição através de recursos religiosos.