Organizações, movimentos e entidades reivindicam que a Presidenta sancione integralmente o texto do relatório, tal como aprovado pelo Congresso Nacional.

Mulheres e homens, íideres e representantes de diversas organizações baseadas na fé e de centros de educação teológica, envolvidas e envolvidos em ações para o empoderamentos das mulheres e a justiça de gênero, refletiram sobre os desafios atuais do continente e avaliaram o papel e o potencial transformador das organizações baseadas na fé e suas lideranças para que a justiça de gênero seja plena. Para Sarh de Roure, Assessora do Programa da Christian Aid no Brasil, “a articulação de organizações baseadas na fé e lideranças religiosas é fundamental para afirmar sinergias e potencializar ações em defesa dos direitos das mulheres e para a superação da desigualdade de gênero”. Leia manifesto do encontro.  

A Articulação parceira para o Monitoramento dos DH no Brasil (MNDH; PAD e Parceiros de Misereor no Brasil), através do seu secretário executivo, Enéias da Rosa, participa de seminário internacional sobre “Litígio Estratégico no âmbito dos DESC”, que será realizado, nos próximos dias 29 e 30 de outubro, em Praia, Cabo Verde. O Seminário é uma iniciativa da Red-DESC em parceria com a Plataforma de ONG’S de Cabo Verde, que convidaram a articulação parceira no Brasil, para participar e partilhar a experiência de construção dos Informes da sociedade civil sobre o cumprimento do PIDESC pelo Estado Brasileiro.

Nos dias 07 e 08 de outubro, a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e o Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos (CEBI) coordenaram a “Missão Ecumênica em Apoio aos Guarani-Kaiowá”. Texto original aqui.
ENGLISH VERSION HERE. Fotos: Danilo Arenas.

Nota técnica do Inesc discute a questão tributária do setor de mineração no Brasil. As empresas crescem e lucram horrores, pagam pouco ou quase nada de impostos, têm incentivos fiscais de montão e estão 'nem aí' para os impactos socioambientais que provocam nas regiões onde atuam. 

La Cumbre de los Pueblos frente al Cambio Climático, realizada en Lima del 8 al 11 de diciembre de 2014, es expresión de los procesos de movilización y resistencia emprendidos por una diversidad de organizaciones, movimientos, plataformas, redes y colectivos sociales, sindicales, de mujeres, campesinos, indígenas, juveniles, ambientalistas, religiosos, artísticos y culturales peruanos e internacionales. Nos reunimos para seguir debatiendo y compartiendo las múltiples formas de lucha y resistencia, por la construcción de la justicia social, contra el sistema capitalista patriarcal, racista y homofóbico, por el respeto de las diversas formas de vida, sin explotación ni expoliación de los bienes de la naturaleza, por la capacidad de los pueblos de decidir sobre sus fuentes de energía, comunitaria, por la reducción de las desigualdades sociales así como promover el Buen Vivir como modelo de vida en armonía con la Naturaleza y la Madre Tierra. 

Os impactos do modelo de desenvolvimento em curso na América Latina sobre o clima são o objeto desse documento que foi elaborado a partir da reflexão e da experiência concreta de diversos parceiros da Christian Aid na região. 

A presidenta Dilma Roussef recebeu, em Outubro, o resultado de nossa campanha: quase 8 milhões de votos coletados, com a ampla maioria respondendo SIM à convocação da Constituinte. Logo que eleita, defendeu a Constituinte e foi rebatida por setores conservadores. Por isso, é fundamental que, na ocasião da cerimônia de posse da presidenta, no dia 1º de Janeiro, ergamos as bandeiras da Constituinte e mostremos à sociedade que continuamos e continuaremos organizados e mobilizados reivindicando nossa pauta.Leia a convocatória.

Os movimentos sociais e representantes de organizações da sociedade civil do Brasil, Rússia, India, China, África do Sul, Moçambique, Uruguai, Paraguai, Peru, Argentina, Colômbia, Estados Unidos e Alemanha e, reunidos em Fortaleza no período de 14 a 16 de julho de 2014, realizamos os Diálogos sobre Desenvolvimento na Perspectiva dos Povos. Tomando como fato político a reunião da VI Cúpula dos BRICS, cujas decisões influenciam de forma considerável a realidade dos povos do Sul, fizemos um esforço de mobilização, desde um campo crítico ao desenvolvimento proposto pelo BRICS. Visávamos fortalecer visibilidade e aproximação entre nós. 

Leia relatório da Inspiraction, com histórias das vítimas das mudanças climáticas.