Reunião do GT Criminalização das Lutas Sociais do PAD

Organizações e movimentos sociais presentes na reunião do GT Criminalização das Lutas Sociais, realizada em Brasília nos dias 06 e 07 de novembro/16, reafirmaram o seu compromisso com a democracia e com a luta pelos direitos humanos diante de um cenário de perdas de direitos e fragilidade da democracia pós o golpe parlamentar que se instalou no país. O golpe estabeleceu o Estado de Exceção legitimando atos inconstitucionais, de repressão ,  violência e prisões arbitrárias de defensores de direitos e da democracia. Golpe este que se apóia em princípios fundamentalistas e conservadores que criminalização jovens, mulheres, negros e negras, religiosos e tod@s os que manifestam seus credos e políticas afirmativas.

 

A superação deste cenário de violência e desconstrução da democracia exige presença ativa junto aos grupos sociais e ás populações em situação de risco,  de maneira articulada e coletiva, bem como em permanente diálogo com organizações dos demais países da América Latina e em cooperação com as organizações internacionais que atuam na defesa dos direitos humanos e da democracia.

Comunicação PAD